cozinhas-leiken-portugal-home-slider-01

10 tendências e transformações em casa motivadas pela pandemia

10 tendências e transformações em casa motivadas pela pandemia

10 tendências e transformações em casa motivadas pela pandemia

Escritórios, cozinhas modernas e varandas: as mudanças na habitação

A pandemia da COVID-19 reconfigurou a nossa vida em sociedade e em casa. A habitação foi um polo dessa mudança, pelo papel que desempenhou ao longo do último ano e meio.

Como sabemos, ficar em casa foi imperativo, levando a novas formas de viver a casa, a novas dinâmicas familiares e a novas concepções de espaço e uso.

À partida, existem características desejadas para as habitações pós-pandemia que parecem evidentes. Não é surpreendente, por exemplo, que mais luz e melhor ventilação estejam entre as particularidades preferidas para o futuro das casas.

Estão também estudadas teorias que provam a relação entre crises na saúde e a arquitetura e design de interiores. Um dos casos mais paradigmáticos é o da Peste Negra, que levou a uma mudança nas habitações – no sentido destas terem mais iluminação natural.

Mas afinal, o que mudou mesmo com a pandemia? Entre espaços exteriores, cozinhas modernas com ilhas, escritórios e revestimentos, destacamos 10 tendências e transformações em casa motivadas pela pandemia.

  1. O escritório

O teletrabalho foi uma das tendências da pandemia. Independentemente daquilo que a realidade nos trouxer como “novo normal”, parece inquestionável que o home office desempenhará um papel preponderante no futuro do trabalho – e também das casas.

Em teoria, um bom escritório caseiro precisa apenas de privacidade e boa internet. Na prática, é possível que exija um pouco mais. Para além de cadeiras com boa ergonomia, boa iluminação, artigos como biombos, divisores e cortinas podem ajudar a compor e definir o espaço.

  1. Espaço de higienização

A higienização foi fundamental da proteção contra a COVID-19. Ao entrar em casa passámos a ter cuidados extra. Se hábitos como tirar os sapatos e levar as mãos já estavam relativamente normalizados, a verdade é que passaram a ser fundamentais.

Por isso, é possível que passem a existir espaços novos pensados para fazer essa transição entre estar fora e dentro de casa.

  1. Cozinhas modernas com ilhas

As cozinhas modernas com ilhas são uma tendência anterior à pandemia. Os fabricantes de cozinhas há muito que trabalhavam as cozinhas por medida ou modelos de cozinhas a partir desta ideia que permite ligar a cozinha à casa e às suas dinâmicas familiares únicas.

  1. Limpeza

A tecnologia tenderá a evoluir para possibilitar cada vez mais eletrodomésticos inteligentes de alta-performance que ajudem à realização das lides domésticas com eficiência, sem descurar os seus traços decorativos.

Uma das novidades pode chegar na forma de tecnologias com lâmpadas UV – já existentes em ambiente hospitalar – que eliminam vírus e bactérias.

  1. Espaços multidisciplinares

Muitos arquitetos têm vindo a defender a ideia de que a casa será mais pensada a partir das actividade e não tanto como um espaço conservador onde a tipologia distribui funções de forma fria.

Um bom exemplo é o caso do escritório, que pode ser tanto na varanda como no quarto. Para corporizar esta realidade – de mudança e versatilidade de ambientes – os painéis que deslizam e a iluminação flexível são excelentes propostas.

  1. Horta e plantas em apartamentos

A Saúde foi, inevitavelmente, uma das áreas que mais se integrou nas nossas vidas em pandemia.

Cada vez mais temos vindo a procurar hábitos saudáveis e ter uma horta – e plantas – em casa é um excelente exemplo das novas formas de imaginar e viver essa relação com esses hábitos através da Natureza.

  1. Espaço para entregas

Todos reconhecemos a importância dos serviços de entrega de comida durante a pandemia. Dessa realidade salta uma proposta futurista apenas possível depois deste período: a da construção passar a contar com um acesso específico para quem faz entregas em casa. A lógica é promover o menor contacto possível.

  1. Varandas e áreas externas

A casa é um refúgio de lazer e prazer. Ter um espaço exterior ajuda a ampliar essa dimensão da casa, possibilitando também uma melhor circulação de ar na casa. Os ambientes internos terão também uma maior interligação com os espaços exteriores.

  1. Conforto

Casa é onde o coração está. O conforto também. Apesar da prevalência do conceito de imaterialidade que resulta da era digital, materiais como o algodão, o linho e mantas tenderão a reforçar a sua presença, apesar da sua manutenção ser desafiante.

  1. Tranquilidade

A casa tenderá a ter mais lugares dedicados ao descanso. Por exemplo; uma banheira maior, com acabamentos em tons escuros indutores de tranquilidade. Menos é mais e o número de objetos em casa tenderá a diminuir proporcionando descanso visual.

Artigos Recentes

Cozinhas por medida: o que precisa saber para escolher a sua

Cozinhas por medida: o que precisa saber para escolher a sua
Cozinhas por medida: o que precisa saber para escolher a sua Cozinhas à medida dos seus sonhos O espaço da [...]

Cozinhas pequenas: como otimizar e aproveitar ao máximo o espaço

Cozinhas pequenas - como otimizar e aproveitar ao máximo o espaço
Cozinhas pequenas: como otimizar e aproveitar ao máximo o espaço   O desafio das cozinhas modernas pequenas       [...]

Decorar a Cozinha – Importância da escolha das cores e o seu significado

tn_Artematica_Arte_03_01
Decorar a Cozinha - Importância da escolha das cores e o seu significado     “Na realidade trabalha-se com poucas [...]